quarta-feira, 19 de abril de 2017

Benjamin Fulford: Extra 2: AQUELE QUE SERIA O PISTOLEIRO PARA FALSO ATAQUE DE TERROR MULÇUMANO NOS EUA PEDE PROTEÇÃO


Aquele que seria o pistoleiro para falso ataque de terror muçulmano nos EUA pede proteção
Por Benjamin Fulford
19 de abril de 2017

Um Norte-Americano de origem Egípcia chamado Amin Amin contatou-me para pedir proteção, porque sentia que a sua vida estava em perigo e que ele estava sendo contatado para atuar como um pistoleiro para um ataque terrorista "muçulmano" nos EUA.

Amin, que está atualmente no Tennessee, diz que tanto a CIA quanto a inteligência Sudanesa o contataram e tentaram convencê-lo a trabalhar para eles. Amin diz que os oficiais de inteligência Sudaneses incluíram pessoas que passavam pelo nome de Tarik e Wahir. Ele diz que os conhecia desde a infância, e que eles são sobrinhos do Primeiro-Ministro israelense Benyamin Netanyahu que, na realidade, é um árabe e não um judeu.

As outras pessoas que tentaram recrutá-lo são uma pessoa judaica com o nome de Andrew Lamont e um FreeMaçon palestino do 33º grau, chamado Jamal Abuseyada.

Amin diz que lhe foi oferecido grandes somas de dinheiro para cooperar, mas quando ele se recusou, ele foi demitido de seu trabalho como assistente de ensino em uma escola muçulmana no Tennessee. Amin pediu-me para informar ao mundo que ele é limpo, sóbrio e não-violento, e que ele não está planejando qualquer ataque terrorista. Ele gostaria que os chapéus brancos da comunidade de inteligência venham a contatá-lo.

Ele também disse que conhecia um palestino chamado Nazar que costumava ser colega de quarto do Unabomber. Ele disse que Nazar lhe disse que o ex-chefe da Organização da Libertação da Palestina, Yasser Arafat, foi "morto em um ataque e substituído por um duplo".

Fonte: Benjamin Fulford Translations
http://benjaminfulfordtranslations.blogspot.pt/2017/04/english-benjamin-fulford-19042017.html

Traduzido por Adriano Pereira

blogluzevida@gmail.com
Postar um comentário